sexta-feira, 12 de junho de 2009

No país de Kiarostami

No Irão, a possível vitória dos reformistas não deve surpreender ninguém. O Irão é uma verdadeira civilização e merece melhor destino que ter o camarada Ahmadineyad na «liderança». Basta vermos as últimas manifestações das mulheres. O camarada Ahmadineyad ascendeu ao poder da mesma forma que Hugo Chávez: com fortíssimas odes contra a corrupção e a favor da «purgação» do regime. Que me lembre, essa é a demagogia mais eficaz. Agora são eles o regime, claro, com vocação para se eternizarem no poder. Curiosamente, e contrariando algumas ideias feitas sobre o Islão, o poder religioso tem sido o garante de uma certa «moderação» do regime. O Irão vai a votos. Cruzemos os dedos.

Sem comentários:

Enviar um comentário